Anselmo e Rafael – Modão do Zezé e Luciano

Anselmo e Rafael - Modão do Zezé e Luciano

Anselmo e Rafael – Modão do Zezé e Luciano

Letra:

No boteco tá tocando uma moda que marcou
Do Zezé e Luciano, É o Amor

Ai não aguentei
pedi pro garçom uma dose caprichada
Daquela que faz homem chorar na calçada
Lembrando de quem um dia, te deixou

Ai, ai, ai, ai, ai, ai
Eu to enlouquecendo
Ao som desse Modão do Zezé e Luciano
Eu vou bebendo

Ai, ai, ai, ai, ai, ai
Mas que moda “marvada”
Me fez beber demais que até dormi
No banco da praça

No boteco tá tocando
É o Amor

No boteco tá tocando uma moda que marcou
Do Zezé e Luciano, É o Amor

Ai não aguentei
pedi pro garçom uma dose caprichada
Daquela que faz homem chorar na calçada
Lembrando de quem um dia, te deixou

Ai, ai, ai, ai, ai, ai
Eu to enlouquecendo
Ao som desse Modão do Zezé e Luciano
Eu vou bebendo

Ai, ai, ai, ai, ai, ai
Mas que moda “marvada”
Me fez beber demais que até dormi
No banco da praça

No boteco tá tocando
É o Amor

No boteco tá tocando uma moda que marcou
Do Zezé e Luciano, É o Amor

Ai não aguentei
pedi pro garçom uma dose caprichada
Daquela que faz homem chorar na calçada
Lembrando de quem um dia, te deixou

Ai, ai, ai, ai, ai, ai
Eu to enlouquecendo
Ao som desse Modão do Zezé e Luciano
Eu vou bebendo

Ai, ai, ai, ai, ai, ai
Mas que moda “marvada”
Me fez beber demais que até dormi
No banco da praça

No boteco tá tocando
É o Amor