Carreiro e Capataz – Dona

Carreiro e Capataz - Dona

Carreiro e Capataz – Dona

Letra:

Um grande amor não se acaba nem com o tempo
Quem dirá por uma pessoa

Sei que a senhora já me disse que é assunto encerrado
E que não tem nada para falar
Estou sendo até inconveniente
Mas para um bruto insistente
É difícil me impedir de amar

Mas me diz, a senhora nunca amou alguém assim?
Olho no olho, quero ver mentir pra mim

Dona, esquece tudo e olha para a sua filha
Veja o sorriso dela como brilha
E saiba que o motivo sou eu

Dona, sei que não o moço que a senhora sempre quis
Mas só eu tenho o dom de fazer ela feliz
Se ainda não percebeu, desculpe dona
Mas não tenho culpa se ela me escolheu

Um grande amor não se acaba nem com o tempo
Quem dirá por uma pessoa

Sei que a senhora já me disse que é assunto encerrado
E que não tem nada para falar
Estou sendo até inconveniente
Mas para um bruto insistente
É difícil me impedir de amar

Mas me diz, a senhora nunca amou alguém assim?
Olho no olho, quero ver mentir pra mim

Dona, esquece tudo e olha para a sua filha
Veja o sorriso dela como brilha
E saiba que o motivo sou eu

Dona, sei que não o moço que a senhora sempre quis
Mas só eu tenho o dom de fazer ela feliz
Se ainda não percebeu, desculpe dona
Mas não tenho culpa se ela me escolheu

Um grande amor não se acaba nem com o tempo
Quem dirá por uma pessoa

Sei que a senhora já me disse que é assunto encerrado
E que não tem nada para falar
Estou sendo até inconveniente
Mas para um bruto insistente
É difícil me impedir de amar