Cícero Morais – Distância Errada

Cícero Morais – Distância Errada

Letra:

Como é que estão as coisas por aí
Esse novo lugar, essa nova cidade
Depois que você foi embora, eu tô dormindo com a saudade

Ela não cansa de falar sobre você, e
fala toda hora, de vez em quando me acorda
AÍ eu viro um inimigo do colchão, A
prendi sem dicionário que saudade não tem tradução
Longe da sua boca o nosso beijo não encaixa
Abraço sua foto e ela não me abraça
Que pena, que não me coube dentro da sua mala ahh

Longe da sua boca o nosso beijo não encaixa
Abraço sua foto e ela não me abraça
Que pena, que não me coube dentro da sua mala
É a pessoa certa na distância errada…
Como é que estão as coisas por aí
Esse novo lugar, essa nova cidade
Depois que você foi embora, eu tô dormindo com a saudade
Ela não cansa de falar sobre você, e
fala toda hora, de vez em quando me acorda
AÍ eu viro um inimigo do colchão, A
prendi sem dicionário que saudade não tem tradução
Longe da sua boca o nosso beijo não encaixa
Abraço sua foto e ela não me abraça
Que pena, que não me coube dentro da sua mala ahh

Longe da sua boca o nosso beijo não encaixa
Abraço sua foto e ela não me abraça
Que pena, que não me coube dentro da sua mala
É a pessoa certa na distância errada.
É a pessoa certa na distância errada.
É a pessoa certa na distância errada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here