Ciro Netto – Bota na Minha Conta

Ciro Netto - Bota na Minha Conta

Ciro Netto – Bota na Minha Conta

Letra:

Deixa a mulherada entrar, bota na minha conta
Se a bebida acabar pode deixar nois compra
Hoje aqui não falta nada a festa é de primeira
O porta malas do meu carro é brincadeira

O meu paredão e forte sente o grave
A loirinha endoidou e a morena sabe
Que a minha pegada e coisa fora do normal
Todas elas já estão passando mal

Daqui a pouco começa o “brigueiro”
Rola tapa na cara, puxão de cabelo
A mulherada tá me querendo
Elas brigam disputam se batem machucam
Olha só o sucesso que eu tô fazendo

Deixa a mulherada entrar, bota na minha conta
Se a bebida acabar pode deixar nois compra
Hoje aqui não falta nada a festa é de primeira
O porta malas do meu carro é brincadeira

O meu paredão e forte sente o grave
A loirinha endoidou e a morena sabe
Que a minha pegada e coisa fora do normal
Todas elas já estão passando mal

Daqui a pouco começa o “brigueiro”
Rola tapa na cara, puxão de cabelo
A mulherada tá me querendo
Elas brigam disputam se batem machucam
Olha só o sucesso que eu tô fazendo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here