Diego Damasceno – Do Colo ao Cafuné

Diego Damasceno - Do Colo ao Cafuné

Diego Damasceno – Do Colo ao Cafuné

Letra:

Teus olhos tem a força
E o brilho do luar
Teu corpo tem as curvas
Que eu quero deslizar

Você é a folha
Eu sou o vento a te levar
Você me esfria
E eu te esquento
Pra nos completar

Me faz
Ficar sem respirar
Me faz
Viver pra te amar

Sou tua sombra
Onde estiver
Teu arrepio
Do colo ao cafuné
Te quero toda hora
Se você me quiser

Teus olhos tem a força
E o brilho do luar
Teu corpo tem as curvas
Que eu quero deslizar

Você é a folha
Eu sou o vento a te levar
Você me esfria
E eu te esquento
Pra nos completar

Me faz
Ficar sem respirar
Me faz
Viver pra te amar

Sou tua sombra
Onde estiver
Teu arrepio
Do colo ao cafuné
Te quero toda hora
Se você me quiser

Teus olhos tem a força
E o brilho do luar
Teu corpo tem as curvas
Que eu quero deslizar

Você é a folha
Eu sou o vento a te levar
Você me esfria
E eu te esquento
Pra nos completar

Me faz
Ficar sem respirar
Me faz
Viver pra te amar

Sou tua sombra
Onde estiver
Teu arrepio
Do colo ao cafuné
Te quero toda hora
Se você me quiser

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here