Diego e Victor Hugo – Faca na Caveira

Diego e Victor Hugo - Faca na Caveira

Diego e Victor Hugo – Faca na Caveira

Letra:

Você se enconde, dura na queda
Seu coração é tipo uma selva de pedras
Tem saudade, mas finge bem
Seu orgulho acaba na cama de quem, hein?

Sempre tropeça na sua carência e cai no meu colo
Pra abusar dos meus beijos
Depois do amor, retoma a consciência e tenta fingir
Mas o estrago foi feio

E se somar nossa saudade
Minha boca com a sua num colchão
Vai dá bão
Diminuindo seu juízo
E aumentando o volume do coração
Vai dá bão

Eu não saio da sua cabeça, meu beijo não tem defesa
E quando a gente toca é faca na caveira
Eu não saio da sua cabeça, meu beijo não tem defesa
E quando a gente toca é faca na caveira

E quando a gente toca…