Douglas e Henrique – Floricultura

Douglas e Henrique - Floricultura

Douglas e Henrique – Floricultura

Letra:

Quando o sol bater em mim
E refletir só uma sombra no chão
Quando eu disser “mesa pra um”
E ver a cara de espanto do garçom

Quando eu for assistir um filme
E não for obrigado a ver romance
Quando os meus pés tocarem o chão
E eu ver que o céu tá totalmente fora de alcance

Vou acordar de um pesadelo
Meu Deus, que medo
De imaginar que a moça da floricultura
Ia perder o melhor cliente

Que dó do meu sorriso que só ia aparecer
Quando eu lembrasse da gente
Então, não sai daqui
Quando eu dormir, não sai daqui