Fernanda Costa Part. Bruno e Marrone – No Fundo da Garrafa

Fernanda Costa Part. Bruno e Marrone - No Fundo da Garrafa

Fernanda Costa Part. Bruno e Marrone – No Fundo da Garrafa

Letra:

Tô te procurando no fundo da garrafa
E já tô na décima oitava e nada nada de você aparecer
Enquanto eu não te achar eu não pato de beber
Você sumiu cadê
Onde foi se esconder
Será que você nem quer saber
Do sentimento que eu sintonize você

Tô te procurando pra valorizar agente
Cuidado que eu beijo a primeira que eu vê na frente
Pra ela é desejo é pra você amor
Se alguém me procurar já sabe onde tô

Tô te procurando no fundo da garrafa
E já tô na décima oitava e nada nada de você aparecer
Enquanto eu não te achar eu não pato de beber
Você sumiu cadê
Onde foi se esconder
Será que você nem quer saber
Do sentimento que eu sintonize você

Tô te procurando pra valorizar agente
Cuidado que eu beijo a primeira que eu vê na frente
Pra ela é desejo é pra você amor
Se alguém me procurar já sabe onde tô

Tô te procurando no fundo da garrafa
E já tô na décima oitava e nada nada de você aparecer
Enquanto eu não te achar eu não pato de beber
Você sumiu cadê
Onde foi se esconder
Será que você nem quer saber
Do sentimento que eu sintonize você

Tô te procurando pra valorizar agente
Cuidado que eu beijo a primeira que eu vê na frente
Pra ela é desejo é pra você amor
Se alguém me procurar já sabe onde tô

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here