Fernanda Salgado – Monólogo

Fernanda Salgado - Monólogo

Fernanda Salgado – Monólogo

Letra:

Passou a tarde inteira se arrumando pra isso
Olha só que desperdício
Mais uma vez foi perder tempo atrás de quem não soma
Porque não foi dormir mais cedo e ouviu a sua intuição?
Achou melhor ir lá passar vergonha
Se enforcou sozinha dando corda pro meu coração

Você é linda demais
Se valoriza meu amor
Agora tá aqui dentro do carro
Num monólogo falando c o retrovisor

E esse amor só me bateu bateu bateu
Bateu sem do sem medo
Mas quem pediu fui eu fui eu fui eu
Bem feito eu mereço

Há males que vêm para o bem
Aprendi que tenho que me amar primeiro
Pra depois querer amar alguém

Aprendi que na verdade tenho que me amar primeiro
Pra depois querer amar alguém

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here