João Neto e Frederico – Br 153

João Neto e Frederico - Br 153

João Neto e Frederico – Br 153

Letra:

Quis se embriagar
Na ilusão de que cabeça tonta ia se entregar
Tinha um roteiro na mente
Que puxando a cadeira, o Chandon
Ia te impressionar
E as quatros saímos rumo a BR 153
Quis o melhor motel
Hoje eu to feliz, me achei
E pro meu desespero
Já deitados na cama
Ela disse ‘eu não sou dessas’

Na suíte de luxo eu me senti um lixo
Bebeu, me beijou, me abraçou
E não deu o que eu queria
Disse que adorava minha companhia
Mas que se entregasse para mim
No outro dia eu não ia ligar
Realmente eu não ia ligar
Na suíte de luxo eu me senti um lixo
Bebeu, me beijou, me abraçou
E não deu o que eu queria
Eu não sei se é paixão ou orgulho ferido
Eu só sei que quero ela
Para o resto da vida comigo

E as quatros saímos rumo a BR 153
Quis o melhor motel
Hoje eu to feliz, me achei
E pro meu desespero
Já deitados na cama
Ela disse ‘eu não sou dessas’

Na suíte de luxo eu me senti um lixo
Bebeu, me beijou, me abraçou
E não deu o que eu queria
Disse que adorava minha companhia
Mas que se entregasse para mim
No outro dia eu não ia ligar
Realmente eu não ia ligar
Na suíte de luxo eu me senti um lixo
Bebeu, me beijou, me abraçou
E não deu o que eu queria
Eu não sei se é paixão ou orgulho ferido
Eu só sei que quero ela
Para o resto da vida comigo