João Neto e Frederico – Vontade de Não Prestar

João Neto e Frederico - Vontade de Não Prestar

João Neto e Frederico – Vontade de Não Prestar

Letra:

Oh, vontade de não prestar
‘Tá difícil demais namorar
De dar um perdido, beijar escondido
‘Cê não sabe a vontade que dá
Outra vez ‘to trazendo a carne pro churrasco
Trouxe o bolo pra festa
Difícil demais sair acompanhado
Como eu fui cair nessa de namorar?
Pipoca e filme, sair pra jantar
Não dá, não dá
Meus amigos bebendo e eu só no guaraná (ai, ai, ai)
Onde eu fui parar?
Oh, vontade de não prestar
‘Tá difícil demais namorar
De dar um perdido, beijar escondido
‘Cê não sabe a vontade que dá
Oh, vontade de não prestar
‘Tá difícil demais namorar
De dar um perdido, beijar escondido
‘Cê não sabe a vontade que dá
Outra vez ‘to trazendo a carne pro churrasco
Trouxe o bolo pra festa
Difícil demais sair acompanhado
Como eu fui cair nessa de namorar?
Pipoca e filme, sair pra jantar
Não dá, não dá
Meus amigos bebendo e eu só no guaraná
Onde eu fui parar? (simbora assim)