Maiara e Maraisa – Bagunça Arrumada

Maiara e Maraisa - Bagunça Arrumada

Maiara e Maraisa – Bagunça Arrumada

Letra:

Eu chego em casa
Já ta bagunçada
Isso é bem sua cara
Um pé de sapato aqui, uma meia ali
A toalha de rosto caída no meio da sala

Abro a geladeira
Reviro inteira
Pra quem sabe encontrar
A metade do lanche de ontem que você deixou
Mas você levou, você levou, levou

E nem me importo
Porque é seu jeito, fazer o que?
E mesmo assim te digo sim
Porque eu te quero pra mim
Quando cê chega organizamos lá no quarto

E a gente faz amor até no chão gelado
Nosso momento é bem restrito e bem privado
Cobertor embolado
As roupas estão pra todo lado
Cê nem é nada organizado
Na cama
Essa bagunça sua é arrumada

E a gente faz amor até no chão gelado
Nosso momento é bem restrito e bem privado
Cobertor embolado
As roupas estão pra todo lado
Cê nem é nada organizado
Na cama
Essa bagunça sua é arrumada

Eu chego em casa
Já ta bagunçada
Isso é bem sua cara
Um pé de sapato aqui, uma meia ali
A toalha de rosto caída no meio da sala

Abro a geladeira
Reviro inteira
Pra quem sabe encontrar
A metade do lanche de ontem que você deixou
Mas você levou, você levou, levou

E nem me importo
Porque é seu jeito, fazer o que?
E mesmo assim te digo sim
Porque eu te quero pra mim
Quando cê chega organizamos lá no quarto

E a gente faz amor até no chão gelado
Nosso momento é bem restrito e bem privado
Cobertor embolado
As roupas estão pra todo lado
Cê nem é nada organizado
Na cama
Essa bagunça sua é arrumada

E a gente faz amor até no chão gelado
Nosso momento é bem restrito e bem privado
Cobertor embolado…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here