Paulo e Nathan – Greve de Amor

Paulo e Nathan - Greve de Amor

Paulo e Nathan – Greve de Amor

Letra:

Clima pesado
Nem o coração fala mais alto
do que o silêncio desse quarto
Ta remoendo ainda
As melhores respostas só vêm depois da briga

Cara fechada, livro aberto, não me diz nada
mas quando eu chego perto, arrepia…
Apague a luz pra eu não ver os sinais de fraqueza
A boca ta falando não, querendo dizer “me beija”

Até onde vai, essa greve de amor?!
Não para de rolar na cama
Tá querendo mas não me chama
O desejo tá claro, nesse quarto escuro
E ai vai morrer de tesão e orgulho!

Até onde vai, essa greve de amor?!
Não para de rolar na cama
Tá querendo mas não me chama
O desejo tá claro, nesse quarto escuro
E ai vai morrer de tesão e orgulho!

Cara fechada, livro aberto, não me diz nada
mas quando eu chego perto, arrepia…
Apague a luz pra eu não ver os sinais de fraqueza
A boca ta falando não, querendo dizer “me beija”

Até onde vai, essa greve de amor?!
Não para de rolar na cama
Tá querendo mas não me chama
O desejo tá claro, nesse quarto escuro
E ai vai morrer de tesão e orgulho!

Até onde vai, essa greve de amor?!
Não para de rolar na cama
Tá querendo mas não me chama
O desejo tá claro, nesse quarto escuro
E ai vai morrer de tesão e orgulho!

E o desejo tá claro, nesse quarto escuro
E ai vai morrer de tesão e orgulho!